Como criar uma senha segura (e lembrar depois)


[tweetmeme]

Criar uma senha segura, repleta de caracteres aleatórios, é fácil. Difícil é lembrar dela cada vez que você precisa utilizá-la. Uma combinação bem feita é o primeiro passo para garantir a segurança de dados pessoais armazenados em e-mails, por exemplo, mas nem sempre é fácil decorá-las. Para evitar essa dor de cabeça, muitas pessoas apelam para palavras simples, datas e números em sequência. Confira algumas dicas que vão auxiliar na hora de criar essa “palavrinha” tão importante.

Antes de começar: por mais tentador que pareça, utilizar a mesma senha para todos as suas contas de e-mail, redes sociais e jogos on-line não é nada recomendável. É muito poder para poucos caracteres. Imagine só o caos na sua vida digital se esse segredo cair em mãos erradas…

Como sempre, ao trabalho:

1. Não utilize datas de aniversário, nomes de parentes, nome do cachorro, marca do carro e afins. Por mais tentador que seja, pessoas facilmente acessam todas essas informações. Nome de namorado (a)? Nem pensar.

2. Sua senha é especial. Nada mais correto do que utilizar caracteres especiais nela. Combinados com letras e números, são uma ótima opção para aumentar a segurança. Experimente trocar uma letra ou número por um “$” ou “#”.

3. Palavras triviais – aquelas que usamos de maneira corriqueira – devem ser evitadas. Além de serem uma opção óbvia, existem programas maliciosos que utilizam dicionários para testar as senhas. Isso inclui nomes também.

4. Crie sua senha a partir de uma frase: escolha algo que faça sentido para você. Em seguida, retire a primeira letra de cada palavra e insira  números e caracteres especiais no meio. Fácil de lembrar, mas complicada demais para alguém que esteja tentando adivinhá-la.

Eis um exemplo:

“Só sei que nada sei”

Usando a técnica da primeira letra, temos o seguinte resultado: “Ssqns”. Já parece bem melhor do que um “marcelo123”, não? Você pode trocar uma letra por um número e ainda colocar um caractere especial no meio. Ficaríamos com algo assim: “Ss#qns3”. Basta lembrar-se da frase e das duas inserções feitas.

5. Existem programas específicos para o gerenciamento de senhas. Eles ajudam você a lembrar da sequência secreta e podem até preencher automaticamente os campos se você quiser.

6. Utilize sempre um antivírus na sua máquina. Ele pode ajudá-lo a detectar cavalos de troia, responsáveis por roubar seus dados.

Fonte: Veja.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s