Série: Usando a Língua


Usando a Lngua

Para os amantes da Língua Portuguesa, estreio no site esta Série! Todas as quartas-feiras (sendo dia ímpar ou par) disponibilizarei esta nova categoria no meu site: “Usando a Língua”. Dicas úteis e práticas para enriquecer nosso português.

Artigo desta Semana: Você sabe ou conhece a origem destas expressões?

1- Conto do Vigário.
Duas igrejas de Ouro Preto receberam uma imagem de santa como presente. Para decidir qual das duas ficaria com a escultura, os vigários contariam com a ajuda de “deus”, ou melhor, de um burro. Éééé…! De um burro…!
O negócio era o seguinte: Colocaram o burro entre as duas paróquias e o animalzinho teria que caminhar até uma delas. A escolhida pelo quadrúpede ficaria com a santa. E foi isso que aconteceu. Só que, mais tarde, descobriram que um dos vigários havia treinado o burro. Desse modo, “conto do vigário” passou a ser sinônimo de falcatrua e malandragem. ( coisa de vigário!…)

2- Não Entendo Patavinas!
Os portugueses encontravam uma enorme dificuldade em entender o que falavam os frades italianos patavinos, originários de Padua, ou Padova.
Sendo assim, não entender “patavinas” significava não entender nada.

3- Ficar a Ver Navios…
Dom Sebastião, rei de Portugal, havia morrido na batalha de Alcácer-Quibir, mas seu corpo nunca foi encontrado. Por esse motivo, o povo português se recusava a acreditar na morte do monarca. Era comum as pessoas visitarem o Alto de Santa Catarina, em Lisboa, para esperar pelo rei. Como ele não voltou, o povo “ficava a ver navios”.

4- Dourar a Pílula…
Antigamente, as “pharmácias” embrulhavam as pílulas em papel dourado, para melhorar o aspecto do remédio amargo. A expressão “dourar a pílula”, passou a significar: melhorar a aparência de algo….

5- Voto de Minerva.
Orestes, filho de Clitemnestra foi acusado pelo assassinato da mãe. No Julgamento houve empate entre os jurados. Coube á deusa Minerva o voto decisivo, que foi em favor do réu.
O “Voto de Minerva” é, portanto, o voto decisivo, de desempate.

O USO DA VÍRGULA ( , )

Se o homem soubesse o valor que tem a mulher
andaria de quatro à sua procura!”

PS: Se você é mulher, certamente, colocou a ( , ) vírgula depois de ” mulher, “;
Mas se você é homem, certamente, a ( , ) vírgula foi colocada depois de ” tem, “…

Só para descontrair um pouquinho!

Boa semana, dias de paz!
Deus lhe abençoe!

Próximas Publicações:
Todo dia impar – Sexta (15) – Domingo (17)
Toda Quarta-feira – Série Usando a Língua

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s